ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 268997
dicas de treinamento
dicas de treinamento


adestramento de cãesUm dos maiores problemas, no adestramento de cães, que os donos encontram é :
conseguir ensinar o peludo o local correto de fazer o xixi e cocô?

Baseada na minha experiência em adestramento de cães, no Rio de Janeiro, compartilho com vocês dicas que podem lhe ajudar com seu cachorro.
Água e Comida

Controlar a ingestão de água e comida do cão.

Se ele tiver água e comida disponível o tempo todo, terá que se aliviar o tempo todo também, certo? Ofereça comida e água 1, 2 ou 3 vezes ao dia de acordo com a orientação do seu veterinário (normalmente filhotes até aos 5 meses são alimentados 3 vezes ao dia, passando para duas vezes a partir dos 6 meses e 1 vez ao dia a partir de 1 ano).

Se você mora numa região muito quente ou exercita o seu cachorro, ofereça água mais vezes, mas não deixe o prato cheio no chão. Dê um tempo para o seu cachorro se alimentar e beber sem pressa. Normalmente de 15 a 20 minutos de cada vez é o suficiente.
Mantenha a casa livre de cheirinhos

Sempre que um cachorro sentir o cheiro de urina ou fezes, ele tenderá a voltar a este lugar.

Limpe os lugares da casa com um bom produto vendido nas lojas especializadas. Os melhores são àqueles a base de enzimas que destroem o cheiro. Deixar somente sem a aplicação onde será o banheirinho dele.

Ele se sentirá muito mais atraído pelo cheirinho antigo do que por um lugar novinho em folha.

Outras sugestões:

* Forrar com bastante jornal dois lugares da casa (cães pequenos em casas grandes no início precisam ter duas opções) e colar as beiradas com fita crepe, sempre deixando o jornal de cima com o cheiro do xixi dele.
* Geralmente os cães fazem suas “coisinhas” depois de comer, beber água, brincar, acordar. Sabendo destes horários e controlando a ingestão dele, após as situações acima, levar o cão até o local desejado e aguardar. Assim que ele fizer no local certo, fazer muuuuuita festa pra ele.
* Mantenha o “banheiro” deles longe de onde eles dormem e comem. Cães, por instinto, evitam fazer cocô ou xixi perto de onde eles comem e dormem, para evitar contaminação. Procure também manter uma camada de papel grossa o suficiente para absorver rápido a urina.

Não é a toa que os peludos preferem fazer xixi nos tapetes e estofados.Afinal se pensar bem, os tapetinhos são os que mais se aproximam da grama ou terra por absorverem mais rápido.

ATENÇÃO:

* Ficar de olho e se por acaso ele fizer no local errado, você imediatamente deve interrompê-lo e levá-lo para cima do jornal. Mesmo que caia uma só gota no jornal, fazer festa e elogiá-lo.
* Nos casos mais complicados, podemos usar uma “guia umbilical”. Essa guia tem em cada ponta uma presilha. Uma ponta fica presa na coleira do cão e a outra com o dono. Assim tem como o dono ficar de olho o tempo todo no “miliante”.

Coprofagia

CUIDADO! Se você for daqueles que esfregam o focinho do cachorro no cocô ou após chegar em casa pegam o cão, levam até o local sujo e dá aquela bronca, ele pode desenvolver o que chamamos de COPROFAGIA.

É o ato de comer as próprias fezes. Ela tem vários motivo (pode ser falta de vitamina, imitar o dono vendo ele limpar ou nesse caso ele pode achar que o errado é “fazer o cocô”.

Então para não levar bronca, ele faz e come – “esconde”.
Corrija na hora certa e recompense os acertos

Lembre-se, não adianta corrigir o seu cachorro se você não pegá-lo no ato. Se você chegar em casa e encontrar um “presentinho” no seu tapete, respire fundo, limpe bem e esqueça. Sim, o “Rex” vai te olhar com cara de culpado, mas não é bem porque ele sabe que fez besteira. Ele sabe que você está com raiva porque ele pode “ler” tensão na postura do seu corpo, sua cara de desagrado e a sua voz “rosnando”: “Rex! Quem fez isso”, mas ele não sabe que foi pelo cocô que já está lá tem meia hora. Também nunca chame o Rex para lhe passar uma descompostura. O seu chamado deve estar sempre ligado a coisas boas, senão porque ele deveria vir? Se você pegá-lo no flagra, diga um NÃO bem firme e leve-o para o lugar certo. Lembre-se: Qualquer gotinha de xixi no jornal e ele ganha um monte de carinhos!

Todo adestramento de cães requer paciência, bom humor e boa vontade não só no início, mas em todo o processo.

Não compare o aprendizado do cachorro do seu vizinho ou amigo com o do seu. Cada cão tem seu próprio tempo e cabe a você e sua família saber aproveitar o máximo disso.

BOA SORTE!